Seja bem-vindo! PRESTIGIE NOSSOS ANUNCIANTES. CONHEÇA OS PRODUTOS E SERVIÇOS OFERECIDOS!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

VICO MASSAGISTA - NERVO CIÁTICO, DORES LOMBARES, NAS COSTAS, NA COLUNA, TORCICOLO São José - Citymais classificados

VICO MASSAGISTA - NERVO CIÁTICO, DORES LOMBARES, NAS COSTAS, NA COLUNA, TORCICOLO São José - Citymais classificados: Saúde - Beleza - Fitness São José, VICO MASSAGISTA - NERVO CIÁTICO, DORES LOMBARES, NAS COSTAS, NA COLUNA, TORCICOLO, OMBRO E PESCOÇO  (..., Saúde - Beleza - Fitness São José



VICO MASSAGISTA, SÃO JOSÉ SC GRANDE FLORIANÓPOLIS PALHOÇA BIGUAÇU, MASSAGEM TERAPÊUTICA MASSOTERAPIA QUIROPRAXIA ACUPUNTURA



(48) 3094-5746  -  de segunda a sábado - com hora marcada



SERVIÇOS E TRATAMENTOS:

– dores nas costas

– dores na coluna

– dores lombares, lombalgia e lumbago

– nervo ciático

– hérnia de disco

– bico de papagaio

– torcicolo

– dores no ombro

– dores no pescoço

- dores no braço

– lesões, luxações, torções, pé, tornozelo, joelho e cotovelo etc

– dormência, formigamento, inchaços

– atendimento de grávidas (gestantes)

– dores musculares e nas articulações

– desvio de coluna e vértebras fora do lugar (quiropraxia)

– compressão nervosa

– pulso aberto

– bursite e tendinite

- Stress, cansaço crônico e fadiga



LOCAL DE ATENDIMENTO:

– Rua Arnaldo Bonchewitz, 29 – Centro Praia Comprida – São José (SC)



HORÁRIO:

– de segunda à sexta das 08h00 às 20h00 – (agendar horário)

– Aos sábados atende das 08h00 às 14h00 – (agendar horário)



TELEFONES DE CONTATO:



(48) 3094-5746 (Fixo)

(48) 99678-7802 (TIM)

(48) 98468-7452 (OI e Whatsapp)





VICO MASSAGISTA – SÃO JOSÉ SC - GRANDE FLORIANÓPOLIS, PALHOÇA, BIGUAÇU – MASSAGEM TERAPÊUTICA, ACUPUNTURA, QUIROPRAXIA E MASSOTERAPIA   (48) 3094-5746  –  de segunda a sábado


VICO MASSAGISTA - QUIROPRAXIA MASSAGEM MASSOTERAPIA ACUPUNTURA - SÃO JOSÉ SC (GRANDE FLORIANOPOLIS) São José - Citymais classificados

VICO MASSAGISTA - QUIROPRAXIA MASSAGEM MASSOTERAPIA ACUPUNTURA - SÃO JOSÉ SC (GRANDE FLORIANOPOLIS) São José - Citymais classificados: clinicas São José, VICO MASSAGISTA - QUIROPRAXIA, MASSOTERAPIA, MASSAGEM TERAPÊUTICA E ACUPUNTURA - SÃO JOSÉ SC (GRANDE..., clinicas São José



VICO MASSAGISTA, SÃO JOSÉ SC GRANDE FLORIANÓPOLIS PALHOÇA BIGUAÇU, MASSAGEM TERAPÊUTICA MASSOTERAPIA QUIROPRAXIA ACUPUNTURA



(48) 3094-5746  -  de segunda a sábado - com hora marcada



SERVIÇOS E TRATAMENTOS:

– dores nas costas

– dores na coluna

– dores lombares, lombalgia e lumbago

– nervo ciático

– hérnia de disco

– bico de papagaio

– torcicolo

– dores no ombro

– dores no pescoço

- dores no braço

– lesões, luxações, torções, pé, tornozelo, joelho e cotovelo etc

– dormência, formigamento, inchaços

– atendimento de grávidas (gestantes)

– dores musculares e nas articulações

– desvio de coluna e vértebras fora do lugar (quiropraxia)

– compressão nervosa

– pulso aberto

– bursite e tendinite

- Stress, cansaço crônico e fadiga



LOCAL DE ATENDIMENTO:

– Rua Arnaldo Bonchewitz, 29 – Centro Praia Comprida – São José (SC)



HORÁRIO:

– de segunda à sexta das 08h00 às 20h00 – (agendar horário)

– Aos sábados atende das 08h00 às 14h00 – (agendar horário)



TELEFONES DE CONTATO:



(48) 3094-5746 (Fixo)

(48) 99678-7802 (TIM)

(48) 98468-7452 (OI e Whatsapp)





VICO MASSAGISTA – SÃO JOSÉ SC - GRANDE FLORIANÓPOLIS, PALHOÇA, BIGUAÇU – MASSAGEM TERAPÊUTICA, ACUPUNTURA, QUIROPRAXIA E MASSOTERAPIA   (48) 3094-5746  –  de segunda a sábado


Vico Massagista - São José SC ( grande Florianópolis, Palhoça, Biguaçu ) - Quiropraxia, Massoterapia São José - Citymais classificados

Vico Massagista - São José SC ( grande Florianópolis, Palhoça, Biguaçu ) - Quiropraxia, Massoterapia São José - Citymais classificados: Outros Serviços São José, VICO MASSAGISTA, SÃO JOSÉ SC GRANDE FLORIANÓPOLIS PALHOÇA BIGUAÇU, MASSAGEM TERAP

domingo, 31 de dezembro de 2017

Aprenda a Massagem Shantala e saiba como aliviar cólicas e a acalmar o bebê

                                                             
                                                                                     APRENDA A ACALMAR  E COMBATER AS CÓLICAS DO SEU BEBÊ ATRAVÉS DA ARTE DE MASSAGEAR SHANTALA COMO ALIVIAR A CÓLICA DO BEBÊ A massagem Shantala pode ser aplicada em bebês a partir de um mês de idade. COMO LIVRAR SEU FILHO DAS COLICAS A Shantala é uma técnica de massagem interessante, que veio da Índia e poderá ajudar o bebê a relaxar, evitar possíveis cólicas, melhorar insônia, facilita bastante a digestão e a circulação, aumentando ainda mais o vínculo entre a mãe e o seu filho. Esse vínculo criado entre o massageado (bebê) e que aplica a massagem Shantala (pai, mãe, avós, babá, cuidadores,) é muito importante para o bebê, pois quem aprende a técnica deve trabalhar com muita muita responsabilidade e amor.  CÓLICAS EM BEBÊ O QUE FAZER A massagem pode ser aplicada em bebês a partir de uma mês de idade, e não antes disso! É isso que se preconiza na índia, pois assim como a moleira do bebê ainda está aberta, a filosofia Indiana afirma que os chakras, ou seja, os pontos de energia do corpo do bebê, também ainda estão abertos, e em formação, durante o primeiro mês de vida. CÓLICAS EM BEBÊS COMO ALIVIAR MASSAGEAR A BARRIGA DO BEBÊ AJUDA A ALIVIAR A DOR E O DESCONFORTO CAUSADO PELA CÓLICA A DESCOBERTA DA SHANTALA MASSAGEM PARA AS CÓLICAS DO BEBÊ A técnica de Shantala foi descoberta por um médico francês chamado Frederick Leboyer em meados dos anos 70. Em um de todos os passeios que realizou na cidade de Calcutá, na índia, onde ele começou a perceber que uma mulher aplicava um tipo de massagem diferenciada em seu filho e ficou impressionado com as harmonias e as trocas de energia entre os dois.  O principal objetivo dessa milenar massagem indiana é ampliar os momentos de contato com o seu filho e fortalecer o vínculo entre vocês. Portanto, não se preocupe demais com a técnica. Cada bebê é um indivíduo e o seu sinal de satisfação é o melhor indício para saber se os movimentos estão adequados.  A única recomendação é fazer a massagem em seu bebê somente se você estiver se sentindo tranquila e relaxada.   PREPARATIVOS     1. Antes de começar o método Shantala, você vai precisar de:  - Um produto emoliente (como um óleo) de uso exclusivo infantil e dermatologicamente testado;  - Uma toalha para apoiar o bebê;  - Uma fralda de pano seca para remover o excesso do produto, se necessário.        2. O bebê deve estar totalmente despido e o quarto, aquecido, para que ele não sinta frio em nenhum momento.     3. Procure uma posição confortável para vocês dois: fique em pé e massageie o bebê sobre o trocador ou, se preferir, sente-se na cama ou no chão e coloque seu filho sobre suas pernas ou a sua frente.     4. Antes de iniciar a massagem, aqueça suas mãos, friccionando uma na outra.       A técnica da Shantala não é difícil de aprender, mas a arte em aplicá-la deve ser respeitada. Há uma sequência a ser seguida e isso deve ser priorizado.   Deve-se criar uma rotina para se fazer a massagem, ou seja, ela deve acontecer sempre no mesmo horário, de preferência ao anoitecer. Pois após recebê-la o bebê deve tomar um banho de imersão (banheira ou ofurô) para se acalmar ainda mais. Depois ele deve ter um soninho reparador, longo e delicioso!      Durante a aplicação, outro ponto importante é o óleo a ser passado no corpinho do bebê. Ele deve ser vegetal (extraído das plantas) e não mineral, vindo do petróleo! Os melhores são os de amêndoa-doce, coco, girassol e uva.   Segundo Frederick Leboyer, obstetra francês, que trouxe esse presente para o nosso continente, "é preciso conversar com a pele do bebê, que tem sede e fome como sua barriga".   Leboyer enfatiza a importância de quem vai aplicar a massagem, de estar 100% onde se está, prestando a atenção no seu bebê, mantendo o olhar em seus olhinhos, e a mãe e o coração juntos!   Os benefícios que essa massagem proporciona são diversos, entre eles a sensação de bem estar e calma. Ao receber o 'toque', o bebê sente-se mais seguro e acolhido. Os estímulos que eles recebem através do toque, produzem endomorfinas, hormônios neurológicos que reforçam sensações de amor, calor, amizade... um verdadeiro ato de amor!     INDICAÇÕES E CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA   A massagem em bebês aumenta o vínculo do bebê com os pais   É importante que sejam realizadas as práticas de Shantala nos bebês a partir de um mês de vida, pois antes, eles perdem muito calor, e a massagem deverá ser feita com o bebê sem roupas  A massagem Shantala dura em média 20 a 30 minutos e este tempo deve ser reservado apenas para isto, é o que dizem os especialistas, para que se tenha uma efetividade.     Apesar dos inúmeros benefícios da massagem em bebês, conheça neste artigo as indicações e contraindicações da Shantala.   INDICAÇÕES DA SHANTALA  O ideal é que a Shantala seja feita sempre no mesmo horário, para que se torne uma rotina positiva na vida do bebê e também da mamãe. É importante que esteja o pai e a mãe, ou um ou outro e o bebê, sem que se tenham interferências de barulhos, telefones ou mesmo interrupções.   A massagem Shantala é indicada para:  Aumentar o vínculo mãe/filho Relaxar e acalmar a criança Melhorar o sono do bebê Eliminar gases Diminuir cólicas Melhorar o funcionamento digestivo Ativar a circulação sanguínea e linfática Melhorar o alongamento    CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA  É importante que esta técnica não seja aplicada logo após o bebê ter sido amamentado, e é interessante aguardar um tempo para a boa digestão da criança.  Outra dica é se caso o bebê não dormir depois da massagem, procurar dar um banho na criança, mas apenas para que ele relaxe na água morna, sem a necessidade de se dar um banho de higiene.  Caso o bebê esteja com algum tipo de mal estar, o melhor é procurar respeitar e aguardar sua melhora. Procure deixar com que ele descanse, e nunca acorde o bebê para realizar esta massagem, mesmo que seja em horários habituais.   A Shantala é contraindicada quando o bebê está gripado, com febre, com a pele sensível ou esteja dormindo .  CONCLUSÃO  É importante ainda, e fundamental que, qualquer pessoa faça um curso para aprender a aplicar a massagem corretamente. Não existem contraindicações neste sentido, mas a massagem se for feita incorretamente não deverá proporcionar todos os benefícios que poderia quando ela é aplicada da maneira certa.  Procure aprender bem a técnica antes para depois então, poder curtir a arte de massagear, para que ambos os cuidadores e bebês possam aproveitar esse momento de amor e troca.  Toda a criança é amada, e segundo o criador da técnica a criança tocada é uma criança amada, e o bebê precisa do alimento para o corpo, que é o leite materno e do alimento para a alma, que é o toque.
Shantala - Aprenda a massagem na barriga do seu bebê que ajuda a aliviar a dor e desconforto causados pelas cólicas
                                                                         

APRENDA A ACALMAR  E COMBATER AS CÓLICAS DO SEU BEBÊ ATRAVÉS DA ARTE DE MASSAGEAR SHANTALA


COMO ALIVIAR A CÓLICA DO BEBÊ
A massagem Shantala pode ser aplicada em bebês a partir de um mês de idade.
COMO LIVRAR SEU FILHO DAS COLICAS
A Shantala é uma técnica de massagem interessante, que veio da Índia e poderá ajudar o bebê a relaxar, evitar possíveis cólicas, melhorar insônia, facilita bastante a digestão e a circulação, aumentando ainda mais o vínculo entre a mãe e o seu filho. Esse vínculo criado entre o massageado (bebê) e quem aplica a massagem Shantala (pai, mãe, avós, babá, cuidadores,) é muito importante para o bebê, pois quem aprende a técnica deve trabalhar com muita muita responsabilidade e amor.
CÓLICAS EM BEBÊ O QUE FAZER
A massagem pode ser aplicada em bebês a partir de uma mês de idade, e não antes disso! É isso que se preconiza na índia, pois assim como a moleira do bebê ainda está aberta, a filosofia Indiana afirma que os chakras, ou seja, os pontos de energia do corpo do bebê, também ainda estão abertos, e em formação, durante o primeiro mês de vida.
CÓLICAS EM BEBÊS COMO ALIVIAR
MASSAGEAR A BARRIGA DO BEBÊ AJUDA A ALIVIAR A DOR E O DESCONFORTO CAUSADO PELA CÓLICA

A DESCOBERTA DA SHANTALA

MASSAGEM PARA AS CÓLICAS DO BEBÊ
A técnica de Shantala foi descoberta por um médico francês chamado Frederick Leboyer em meados dos anos 70. Em um de todos os passeios que realizou na cidade de Calcutá, na índia, onde ele começou a perceber que uma mulher aplicava um tipo de massagem diferenciada em seu filho e ficou impressionado com as harmonias e as trocas de energia entre os dois.

O principal objetivo dessa milenar massagem indiana é ampliar os momentos de contato com o seu filho e fortalecer o vínculo entre vocês. Portanto, não se preocupe demais com a técnica. Cada bebê é um indivíduo e o seu sinal de satisfação é o melhor indício para saber se os movimentos estão adequados.

A única recomendação é fazer a massagem em seu bebê somente se você estiver se sentindo tranquila e relaxada.




        Shantala Para Bebês: Massagem Para Bebê Com Gases | Pampers Brasil



                                                 
                                                                                     APRENDA A ACALMAR  E COMBATER AS CÓLICAS DO SEU BEBÊ ATRAVÉS DA ARTE DE MASSAGEAR SHANTALA COMO ALIVIAR A CÓLICA DO BEBÊ A massagem Shantala pode ser aplicada em bebês a partir de um mês de idade. COMO LIVRAR SEU FILHO DAS COLICAS A Shantala é uma técnica de massagem interessante, que veio da Índia e poderá ajudar o bebê a relaxar, evitar possíveis cólicas, melhorar insônia, facilita bastante a digestão e a circulação, aumentando ainda mais o vínculo entre a mãe e o seu filho. Esse vínculo criado entre o massageado (bebê) e que aplica a massagem Shantala (pai, mãe, avós, babá, cuidadores,) é muito importante para o bebê, pois quem aprende a técnica deve trabalhar com muita muita responsabilidade e amor.  CÓLICAS EM BEBÊ O QUE FAZER A massagem pode ser aplicada em bebês a partir de uma mês de idade, e não antes disso! É isso que se preconiza na índia, pois assim como a moleira do bebê ainda está aberta, a filosofia Indiana afirma que os chakras, ou seja, os pontos de energia do corpo do bebê, também ainda estão abertos, e em formação, durante o primeiro mês de vida. CÓLICAS EM BEBÊS COMO ALIVIAR MASSAGEAR A BARRIGA DO BEBÊ AJUDA A ALIVIAR A DOR E O DESCONFORTO CAUSADO PELA CÓLICA A DESCOBERTA DA SHANTALA MASSAGEM PARA AS CÓLICAS DO BEBÊ A técnica de Shantala foi descoberta por um médico francês chamado Frederick Leboyer em meados dos anos 70. Em um de todos os passeios que realizou na cidade de Calcutá, na índia, onde ele começou a perceber que uma mulher aplicava um tipo de massagem diferenciada em seu filho e ficou impressionado com as harmonias e as trocas de energia entre os dois.  O principal objetivo dessa milenar massagem indiana é ampliar os momentos de contato com o seu filho e fortalecer o vínculo entre vocês. Portanto, não se preocupe demais com a técnica. Cada bebê é um indivíduo e o seu sinal de satisfação é o melhor indício para saber se os movimentos estão adequados.  A única recomendação é fazer a massagem em seu bebê somente se você estiver se sentindo tranquila e relaxada.   PREPARATIVOS     1. Antes de começar o método Shantala, você vai precisar de:  - Um produto emoliente (como um óleo) de uso exclusivo infantil e dermatologicamente testado;  - Uma toalha para apoiar o bebê;  - Uma fralda de pano seca para remover o excesso do produto, se necessário.        2. O bebê deve estar totalmente despido e o quarto, aquecido, para que ele não sinta frio em nenhum momento.     3. Procure uma posição confortável para vocês dois: fique em pé e massageie o bebê sobre o trocador ou, se preferir, sente-se na cama ou no chão e coloque seu filho sobre suas pernas ou a sua frente.     4. Antes de iniciar a massagem, aqueça suas mãos, friccionando uma na outra.       A técnica da Shantala não é difícil de aprender, mas a arte em aplicá-la deve ser respeitada. Há uma sequência a ser seguida e isso deve ser priorizado.   Deve-se criar uma rotina para se fazer a massagem, ou seja, ela deve acontecer sempre no mesmo horário, de preferência ao anoitecer. Pois após recebê-la o bebê deve tomar um banho de imersão (banheira ou ofurô) para se acalmar ainda mais. Depois ele deve ter um soninho reparador, longo e delicioso!      Durante a aplicação, outro ponto importante é o óleo a ser passado no corpinho do bebê. Ele deve ser vegetal (extraído das plantas) e não mineral, vindo do petróleo! Os melhores são os de amêndoa-doce, coco, girassol e uva.   Segundo Frederick Leboyer, obstetra francês, que trouxe esse presente para o nosso continente, "é preciso conversar com a pele do bebê, que tem sede e fome como sua barriga".   Leboyer enfatiza a importância de quem vai aplicar a massagem, de estar 100% onde se está, prestando a atenção no seu bebê, mantendo o olhar em seus olhinhos, e a mãe e o coração juntos!   Os benefícios que essa massagem proporciona são diversos, entre eles a sensação de bem estar e calma. Ao receber o 'toque', o bebê sente-se mais seguro e acolhido. Os estímulos que eles recebem através do toque, produzem endomorfinas, hormônios neurológicos que reforçam sensações de amor, calor, amizade... um verdadeiro ato de amor!     INDICAÇÕES E CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA   A massagem em bebês aumenta o vínculo do bebê com os pais   É importante que sejam realizadas as práticas de Shantala nos bebês a partir de um mês de vida, pois antes, eles perdem muito calor, e a massagem deverá ser feita com o bebê sem roupas  A massagem Shantala dura em média 20 a 30 minutos e este tempo deve ser reservado apenas para isto, é o que dizem os especialistas, para que se tenha uma efetividade.     Apesar dos inúmeros benefícios da massagem em bebês, conheça neste artigo as indicações e contraindicações da Shantala.   INDICAÇÕES DA SHANTALA  O ideal é que a Shantala seja feita sempre no mesmo horário, para que se torne uma rotina positiva na vida do bebê e também da mamãe. É importante que esteja o pai e a mãe, ou um ou outro e o bebê, sem que se tenham interferências de barulhos, telefones ou mesmo interrupções.   A massagem Shantala é indicada para:  Aumentar o vínculo mãe/filho Relaxar e acalmar a criança Melhorar o sono do bebê Eliminar gases Diminuir cólicas Melhorar o funcionamento digestivo Ativar a circulação sanguínea e linfática Melhorar o alongamento    CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA  É importante que esta técnica não seja aplicada logo após o bebê ter sido amamentado, e é interessante aguardar um tempo para a boa digestão da criança.  Outra dica é se caso o bebê não dormir depois da massagem, procurar dar um banho na criança, mas apenas para que ele relaxe na água morna, sem a necessidade de se dar um banho de higiene.  Caso o bebê esteja com algum tipo de mal estar, o melhor é procurar respeitar e aguardar sua melhora. Procure deixar com que ele descanse, e nunca acorde o bebê para realizar esta massagem, mesmo que seja em horários habituais.   A Shantala é contraindicada quando o bebê está gripado, com febre, com a pele sensível ou esteja dormindo .  CONCLUSÃO  É importante ainda, e fundamental que, qualquer pessoa faça um curso para aprender a aplicar a massagem corretamente. Não existem contraindicações neste sentido, mas a massagem se for feita incorretamente não deverá proporcionar todos os benefícios que poderia quando ela é aplicada da maneira certa.  Procure aprender bem a técnica antes para depois então, poder curtir a arte de massagear, para que ambos os cuidadores e bebês possam aproveitar esse momento de amor e troca.  Toda a criança é amada, e segundo o criador da técnica a criança tocada é uma criança amada, e o bebê precisa do alimento para o corpo, que é o leite materno e do alimento para a alma, que é o toque.
Como surgiu a técnica de massagem Shantala



PREPARATIVOS DA SHANTALA


1. Antes de começar o método Shantala, você vai precisar de:

- Um produto emoliente (como um óleo) de uso exclusivo infantil e dermatologicamente testado;

- Uma toalha para apoiar o bebê;

- Uma fralda de pano seca para remover o excesso do produto, se necessário.

2. O bebê deve estar totalmente despido e o quarto, aquecido, para que ele não sinta frio em nenhum momento.

3. Procure uma posição confortável para vocês dois: fique em pé e massageie o bebê sobre o trocador ou, se preferir, sente-se na cama ou no chão e coloque seu filho sobre suas pernas ou a sua frente.

4. Antes de iniciar a massagem Shantala, aqueça suas mãos, friccionando uma na outra.

                                                    


          Shantala - Como aliviar a cólica do seu bebê - Macetes de mãe                                         

        

            


                                                
                                                                                     APRENDA A ACALMAR  E COMBATER AS CÓLICAS DO SEU BEBÊ ATRAVÉS DA ARTE DE MASSAGEAR SHANTALA COMO ALIVIAR A CÓLICA DO BEBÊ A massagem Shantala pode ser aplicada em bebês a partir de um mês de idade. COMO LIVRAR SEU FILHO DAS COLICAS A Shantala é uma técnica de massagem interessante, que veio da Índia e poderá ajudar o bebê a relaxar, evitar possíveis cólicas, melhorar insônia, facilita bastante a digestão e a circulação, aumentando ainda mais o vínculo entre a mãe e o seu filho. Esse vínculo criado entre o massageado (bebê) e que aplica a massagem Shantala (pai, mãe, avós, babá, cuidadores,) é muito importante para o bebê, pois quem aprende a técnica deve trabalhar com muita muita responsabilidade e amor.  CÓLICAS EM BEBÊ O QUE FAZER A massagem pode ser aplicada em bebês a partir de uma mês de idade, e não antes disso! É isso que se preconiza na índia, pois assim como a moleira do bebê ainda está aberta, a filosofia Indiana afirma que os chakras, ou seja, os pontos de energia do corpo do bebê, também ainda estão abertos, e em formação, durante o primeiro mês de vida. CÓLICAS EM BEBÊS COMO ALIVIAR MASSAGEAR A BARRIGA DO BEBÊ AJUDA A ALIVIAR A DOR E O DESCONFORTO CAUSADO PELA CÓLICA A DESCOBERTA DA SHANTALA MASSAGEM PARA AS CÓLICAS DO BEBÊ A técnica de Shantala foi descoberta por um médico francês chamado Frederick Leboyer em meados dos anos 70. Em um de todos os passeios que realizou na cidade de Calcutá, na índia, onde ele começou a perceber que uma mulher aplicava um tipo de massagem diferenciada em seu filho e ficou impressionado com as harmonias e as trocas de energia entre os dois.  O principal objetivo dessa milenar massagem indiana é ampliar os momentos de contato com o seu filho e fortalecer o vínculo entre vocês. Portanto, não se preocupe demais com a técnica. Cada bebê é um indivíduo e o seu sinal de satisfação é o melhor indício para saber se os movimentos estão adequados.  A única recomendação é fazer a massagem em seu bebê somente se você estiver se sentindo tranquila e relaxada.   PREPARATIVOS     1. Antes de começar o método Shantala, você vai precisar de:  - Um produto emoliente (como um óleo) de uso exclusivo infantil e dermatologicamente testado;  - Uma toalha para apoiar o bebê;  - Uma fralda de pano seca para remover o excesso do produto, se necessário.        2. O bebê deve estar totalmente despido e o quarto, aquecido, para que ele não sinta frio em nenhum momento.     3. Procure uma posição confortável para vocês dois: fique em pé e massageie o bebê sobre o trocador ou, se preferir, sente-se na cama ou no chão e coloque seu filho sobre suas pernas ou a sua frente.     4. Antes de iniciar a massagem, aqueça suas mãos, friccionando uma na outra.       A técnica da Shantala não é difícil de aprender, mas a arte em aplicá-la deve ser respeitada. Há uma sequência a ser seguida e isso deve ser priorizado.   Deve-se criar uma rotina para se fazer a massagem, ou seja, ela deve acontecer sempre no mesmo horário, de preferência ao anoitecer. Pois após recebê-la o bebê deve tomar um banho de imersão (banheira ou ofurô) para se acalmar ainda mais. Depois ele deve ter um soninho reparador, longo e delicioso!      Durante a aplicação, outro ponto importante é o óleo a ser passado no corpinho do bebê. Ele deve ser vegetal (extraído das plantas) e não mineral, vindo do petróleo! Os melhores são os de amêndoa-doce, coco, girassol e uva.   Segundo Frederick Leboyer, obstetra francês, que trouxe esse presente para o nosso continente, "é preciso conversar com a pele do bebê, que tem sede e fome como sua barriga".   Leboyer enfatiza a importância de quem vai aplicar a massagem, de estar 100% onde se está, prestando a atenção no seu bebê, mantendo o olhar em seus olhinhos, e a mãe e o coração juntos!   Os benefícios que essa massagem proporciona são diversos, entre eles a sensação de bem estar e calma. Ao receber o 'toque', o bebê sente-se mais seguro e acolhido. Os estímulos que eles recebem através do toque, produzem endomorfinas, hormônios neurológicos que reforçam sensações de amor, calor, amizade... um verdadeiro ato de amor!     INDICAÇÕES E CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA   A massagem em bebês aumenta o vínculo do bebê com os pais   É importante que sejam realizadas as práticas de Shantala nos bebês a partir de um mês de vida, pois antes, eles perdem muito calor, e a massagem deverá ser feita com o bebê sem roupas  A massagem Shantala dura em média 20 a 30 minutos e este tempo deve ser reservado apenas para isto, é o que dizem os especialistas, para que se tenha uma efetividade.     Apesar dos inúmeros benefícios da massagem em bebês, conheça neste artigo as indicações e contraindicações da Shantala.   INDICAÇÕES DA SHANTALA  O ideal é que a Shantala seja feita sempre no mesmo horário, para que se torne uma rotina positiva na vida do bebê e também da mamãe. É importante que esteja o pai e a mãe, ou um ou outro e o bebê, sem que se tenham interferências de barulhos, telefones ou mesmo interrupções.   A massagem Shantala é indicada para:  Aumentar o vínculo mãe/filho Relaxar e acalmar a criança Melhorar o sono do bebê Eliminar gases Diminuir cólicas Melhorar o funcionamento digestivo Ativar a circulação sanguínea e linfática Melhorar o alongamento    CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA  É importante que esta técnica não seja aplicada logo após o bebê ter sido amamentado, e é interessante aguardar um tempo para a boa digestão da criança.  Outra dica é se caso o bebê não dormir depois da massagem, procurar dar um banho na criança, mas apenas para que ele relaxe na água morna, sem a necessidade de se dar um banho de higiene.  Caso o bebê esteja com algum tipo de mal estar, o melhor é procurar respeitar e aguardar sua melhora. Procure deixar com que ele descanse, e nunca acorde o bebê para realizar esta massagem, mesmo que seja em horários habituais.   A Shantala é contraindicada quando o bebê está gripado, com febre, com a pele sensível ou esteja dormindo .  CONCLUSÃO  É importante ainda, e fundamental que, qualquer pessoa faça um curso para aprender a aplicar a massagem corretamente. Não existem contraindicações neste sentido, mas a massagem se for feita incorretamente não deverá proporcionar todos os benefícios que poderia quando ela é aplicada da maneira certa.  Procure aprender bem a técnica antes para depois então, poder curtir a arte de massagear, para que ambos os cuidadores e bebês possam aproveitar esse momento de amor e troca.  Toda a criança é amada, e segundo o criador da técnica a criança tocada é uma criança amada, e o bebê precisa do alimento para o corpo, que é o leite materno e do alimento para a alma, que é o toque.
Shantala - Os preparativos para aplicar a massagem em seu bebê



A técnica da Shantala não é difícil de aprender, mas a arte em aplicá-la deve ser respeitada. Há uma sequência a ser seguida e isso deve ser priorizado.

Deve-se criar uma rotina para se fazer a massagem Shantala, ou seja, ela deve acontecer sempre no mesmo horário, de preferência ao anoitecer. Pois após recebê-la o bebê deve tomar um banho de imersão (banheira ou ofurô) para se acalmar ainda mais. Depois ele deve ter um soninho reparador, longo e delicioso!

Durante a aplicação, outro ponto importante é o óleo a ser passado no corpinho do bebê. Ele deve ser vegetal (extraído das plantas) e não mineral, vindo do petróleo! Os melhores são os de amêndoa-doce, coco, girassol e uva.

Segundo Frederick Leboyer, obstetra francês, que trouxe esse presente para o nosso continente, "é preciso conversar com a pele do bebê, que tem sede e fome como sua barriga".

Leboyer enfatiza a importância de quem vai aplicar a massagem, de estar 100% onde se está, prestando a atenção no seu bebê, mantendo o olhar em seus olhinhos, e a mãe e o coração juntos!

Os benefícios que essa massagem proporciona são diversos, entre eles a sensação de bem estar e calma. Ao receber o 'toque', o bebê sente-se mais seguro e acolhido. Os estímulos que eles recebem através do toque, produzem endomorfinas, hormônios neurológicos que reforçam sensações de amor, calor, amizade... um verdadeiro ato de amor!


                                                  

   Conheça a Shantala, a massagem para os bebês!

                                                                             

INDICAÇÕES E CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA



A massagem em bebês aumenta o vínculo do bebê com os pais

É importante que sejam realizadas as práticas de Shantala nos bebês a partir de um mês de vida, pois antes, eles perdem muito calor, e a massagem deverá ser feita com o bebê sem roupas

A massagem Shantala dura em média 20 a 30 minutos e este tempo deve ser reservado apenas para isto, é o que dizem os especialistas, para que se tenha uma efetividade.

Apesar dos inúmeros benefícios da massagem em bebês, conheça neste artigo as indicações e contraindicações da Shantala.




INDICAÇÕES DA SHANTALA



O ideal é que a Shantala seja feita sempre no mesmo horário, para que se torne uma rotina positiva na vida do bebê e também da mamãe. É importante que esteja o pai e a mãe, ou um ou outro e o bebê, sem que se tenham interferências de barulhos, telefones ou mesmo interrupções.


A massagem Shantala é indicada para:
Aumentar o vínculo mãe/filho
Relaxar e acalmar a criança
Melhorar o sono do bebê
Eliminar gases
Diminuir cólicas
Melhorar o funcionamento digestivo
Ativar a circulação sanguínea e linfática
Melhorar o alongamento

CONTRAINDICAÇÕES DA SHANTALA


É importante que esta técnica não seja aplicada logo após o bebê ter sido amamentado, e é interessante aguardar um tempo para a boa digestão da criança.

Outra dica é se caso o bebê não dormir depois da massagem, procurar dar um banho na criança, mas apenas para que ele relaxe na água morna, sem a necessidade de se dar um banho de higiene.

Caso o bebê esteja com algum tipo de mal estar, o melhor é procurar respeitar e aguardar sua melhora. Procure deixar com que ele descanse, e nunca acorde o bebê para realizar esta massagem, mesmo que seja em horários habituais.

A Shantala é contraindicada quando o bebê está gripado, com febre, com a pele sensível ou esteja dormindo .


CONCLUSÃO


É importante ainda, e fundamental que, qualquer pessoa faça um curso para aprender a aplicar a massagem Shantala corretamente. Não existem contraindicações neste sentido, mas a massagem se for feita incorretamente não deverá proporcionar todos os benefícios que poderia quando ela é aplicada da maneira certa.

Procure aprender bem a técnica antes para depois então, poder curtir a arte de massagear, para que ambos os cuidadores e bebês possam aproveitar esse momento de amor e troca.

Toda a criança é amada, e segundo o criador da técnica a criança tocada é uma criança amada, e o bebê precisa do alimento para o corpo, que é o leite materno e do alimento para a alma, que é o toque.

quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

A Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento com as Gotinhas Medicinais em São José SC

                                                                   
    A Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento   A sinusite, também chamada pelos médicos de rinossinusite, é um processo inflamatório que atinge a mucosa do nariz e os seios da face. Apesar de ser bastante frequente entre a população, a doença é mais comum durante o inverno, época em que predomina o clima seco e frio, e pode ser pior nas crianças.  Vírus e bactérias podem causar sinusite  A rinossinusite pode ser causada por diversos fatores. “Pode ter causas alérgicas, virais, bacterianas ou fúngicas. Esses fatores provocam uma reação da mucosa nasal, levando a um edema e à obstrução dos orifícios que drenam as secreções naturalmente para dentro do nariz, acumulando essas secreções e gerando infecção local”, afirma a otorrinolaringologista Luísi Rabaioli.  O contato com a poeira e produtos químicos e até mesmo mudanças de tempo podem funcionar como fatores que desencadeiam a sinusite. Outros fatores de risco são alergias, tabagismo, baixa imunidade, mudanças frequentes de pressão atmosférica e alterações anatômicas, como desvio de septo.  Sinusite provoca dor na cabeça e tosse  A rinossinusite pode ser aguda ou crônica, mas os dois tipos têm sintomas semelhantes. A diferença entre eles é a duração das crises. “Os sintomas do quadro agudo costumam durar pelo menos 10 dias e, na forma crônica, as queixas são mais intensas e duradouras, presentes por mais de três meses”, distingue a médica.  Os sintomas da sinusite envolvem, principalmente, obstrução e secreção nasal, tosse e sensação de pressão e peso na cabeça. Segundo a especialista, os pacientes com o problema também podem ter febre, redução do olfato, abafamento da audição, dor no ouvido e no maxilar superior e cansaço.                                                                                                                                                A Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento   A sinusite, também chamada pelos médicos de rinossinusite, é um processo inflamatório que atinge a mucosa do nariz e os seios da face. Apesar de ser bastante frequente entre a população, a doença é mais comum durante o inverno, época em que predomina o clima seco e frio, e pode ser pior nas crianças.  Vírus e bactérias podem causar sinusite  A rinossinusite pode ser causada por diversos fatores. “Pode ter causas alérgicas, virais, bacterianas ou fúngicas. Esses fatores provocam uma reação da mucosa nasal, levando a um edema e à obstrução dos orifícios que drenam as secreções naturalmente para dentro do nariz, acumulando essas secreções e gerando infecção local”, afirma a otorrinolaringologista Luísi Rabaioli.  O contato com a poeira e produtos químicos e até mesmo mudanças de tempo podem funcionar como fatores que desencadeiam a sinusite. Outros fatores de risco são alergias, tabagismo, baixa imunidade, mudanças frequentes de pressão atmosférica e alterações anatômicas, como desvio de septo.  Sinusite provoca dor na cabeça e tosse  A rinossinusite pode ser aguda ou crônica, mas os dois tipos têm sintomas semelhantes. A diferença entre eles é a duração das crises. “Os sintomas do quadro agudo costumam durar pelo menos 10 dias e, na forma crônica, as queixas são mais intensas e duradouras, presentes por mais de três meses”, distingue a médica.  Os sintomas da sinusite envolvem, principalmente, obstrução e secreção nasal, tosse e sensação de pressão e peso na cabeça. Segundo a especialista, os pacientes com o problema também podem ter febre, redução do olfato, abafamento da audição, dor no ouvido e no maxilar superior e cansaço.  Tosse da sinusite pode piorar à noite  Nos casos crônicos, a tosse tende a piorar durante a manhã e a noite, mas se agrava principalmente quando o paciente se deita. Estes quadros da infecção são mais incomuns e estão muitas vezes associados a outros problemas de saúde, como rinite, asma e outras doenças alérgicas.  O diagnóstico da sinusite é feito por meio de consulta com um especialista e de exames. “Durante o exame físico, o otorrinolaringologista encontra alterações e evidências para o diagnóstico. O uso de radiografias ou tomografias não deve ser feito de rotina, mas pode ajudar o médico nos casos de recidivas ou complicações”, afirma Luísi.  Diagnóstico precoce aumenta chances de cura da sinusite  Quanto antes o diagnóstico for feito, melhor será para o paciente. “A rinossinusite tem cura! O tratamento quase sempre é clínico e nem sempre antibióticos são necessários. Podemos utilizar sprays nasais e medicações por via oral, nunca esquecendo da lavagem nasal com soro fisiológico”, diz a otorrinolaringologista.  Entre os medicamentos indicados estão corticosteroides e descongestionantes nasais. A sinusite aguda não costuma deixar sequelas, de acordo com a profissional, mas quadros graves ou casos em que o tratamento clínico não é suficiente podem precisar de cirurgia. O procedimento é realizado por dentro do nariz, sem cortes externos, melhorando a passagem do ar pelos seios da face                                                                                                                                            A Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento   A sinusite, também chamada pelos médicos de rinossinusite, é um processo inflamatório que atinge a mucosa do nariz e os seios da face. Apesar de ser bastante frequente entre a população, a doença é mais comum durante o inverno, época em que predomina o clima seco e frio, e pode ser pior nas crianças.  Vírus e bactérias podem causar sinusite  A rinossinusite pode ser causada por diversos fatores. “Pode ter causas alérgicas, virais, bacterianas ou fúngicas. Esses fatores provocam uma reação da mucosa nasal, levando a um edema e à obstrução dos orifícios que drenam as secreções naturalmente para dentro do nariz, acumulando essas secreções e gerando infecção local”, afirma a otorrinolaringologista Luísi Rabaioli.  O contato com a poeira e produtos químicos e até mesmo mudanças de tempo podem funcionar como fatores que desencadeiam a sinusite. Outros fatores de risco são alergias, tabagismo, baixa imunidade, mudanças frequentes de pressão atmosférica e alterações anatômicas, como desvio de septo.  Sinusite provoca dor na cabeça e tosse  A rinossinusite pode ser aguda ou crônica, mas os dois tipos têm sintomas semelhantes. A diferença entre eles é a duração das crises. “Os sintomas do quadro agudo costumam durar pelo menos 10 dias e, na forma crônica, as queixas são mais intensas e duradouras, presentes por mais de três meses”, distingue a médica.  Os sintomas da sinusite envolvem, principalmente, obstrução e secreção nasal, tosse e sensação de pressão e peso na cabeça. Segundo a especialista, os pacientes com o problema também podem ter febre, redução do olfato, abafamento da audição, dor no ouvido e no maxilar superior e cansaço.  Tosse da sinusite pode piorar à noite  Nos casos crônicos, a tosse tende a piorar durante a manhã e a noite, mas se agrava principalmente quando o paciente se deita. Estes quadros da infecção são mais incomuns e estão muitas vezes associados a outros problemas de saúde, como rinite, asma e outras doenças alérgicas.  O diagnóstico da sinusite é feito por meio de consulta com um especialista e de exames. “Durante o exame físico, o otorrinolaringologista encontra alterações e evidências para o diagnóstico. O uso de radiografias ou tomografias não deve ser feito de rotina, mas pode ajudar o médico nos casos de recidivas ou complicações”, afirma Luísi.  Diagnóstico precoce aumenta chances de cura da sinusite  Quanto antes o diagnóstico for feito, melhor será para o paciente. “A rinossinusite tem cura! O tratamento quase sempre é clínico e nem sempre antibióticos são necessários. Podemos utilizar sprays nasais e medicações por via oral, nunca esquecendo da lavagem nasal com soro fisiológico”, diz a otorrinolaringologista.  Entre os medicamentos indicados estão corticosteroides e descongestionantes nasais. A sinusite aguda não costuma deixar sequelas, de acordo com a profissional, mas quadros graves ou casos em que o tratamento clínico não é suficiente podem precisar de cirurgia. O procedimento é realizado por dentro do nariz, sem cortes externos, melhorando a passagem do ar pelos seios da face
Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC (48) 3094-5746
                                                                 

Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746 

                                                                                           
Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746

Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746




A Sinusite: quais são as principais causas, sintomas e como é o tratamento


A sinusite, também chamada pelos médicos de rinossinusite, é um processo inflamatório que atinge a mucosa do nariz e os seios da face. Apesar de ser bastante frequente entre a população, a doença é mais comum durante o inverno, época em que predomina o clima seco e frio, e pode ser pior nas crianças.

Vírus e bactérias podem causar sinusite


A rinossinusite pode ser causada por diversos fatores. “Pode ter causas alérgicas, virais, bacterianas ou fúngicas. Esses fatores provocam uma reação da mucosa nasal, levando a um edema e à obstrução dos orifícios que drenam as secreções naturalmente para dentro do nariz, acumulando essas secreções e gerando infecção local”, afirma a otorrinolaringologista Luísi Rabaioli.
O contato com a poeira e produtos químicos e até mesmo mudanças de tempo podem funcionar como fatores que desencadeiam a sinusite. Outros fatores de risco são alergias, tabagismo, baixa imunidade, mudanças frequentes de pressão atmosférica e alterações anatômicas, como desvio de septo.

Sinusite provoca dor na cabeça e tosse


A rinossinusite pode ser aguda ou crônica, mas os dois tipos têm sintomas semelhantes. A diferença entre eles é a duração das crises. “Os sintomas do quadro agudo costumam durar pelo menos 10 dias e, na forma crônica, as queixas são mais intensas e duradouras, presentes por mais de três meses”, distingue a médica.
Os sintomas da sinusite envolvem, principalmente, obstrução e secreção nasal, tosse e sensação de pressão e peso na cabeça. Segundo a especialista, os pacientes com o problema também podem ter febre, redução do olfato, abafamento da audição, dor no ouvido e no maxilar superior e cansaço.

Tosse da sinusite pode piorar à noite


Nos casos crônicos, a tosse tende a piorar durante a manhã e a noite, mas se agrava principalmente quando o paciente se deita. Estes quadros da infecção são mais incomuns e estão muitas vezes associados a outros problemas de saúde, como rinite, asma e outras doenças alérgicas.
O diagnóstico da sinusite é feito por meio de consulta com um especialista e de exames. “Durante o exame físico, o otorrinolaringologista encontra alterações e evidências para o diagnóstico. O uso de radiografias ou tomografias não deve ser feito de rotina, mas pode ajudar o médico nos casos de recidivas ou complicações”, afirma Luísi.

Diagnóstico precoce aumenta chances de cura da sinusite


Quanto antes o diagnóstico for feito, melhor será para o paciente. “A rinossinusite tem cura! O tratamento quase sempre é clínico e nem sempre antibióticos são necessários. Podemos utilizar sprays nasais e medicações por via oral, nunca esquecendo da lavagem nasal com soro fisiológico”, diz a otorrinolaringologista.
Entre os medicamentos indicados estão corticosteroides e descongestionantes nasais. A sinusite aguda não costuma deixar sequelas, de acordo com a profissional, mas quadros graves ou casos em que o tratamento clínico não é suficiente podem precisar de cirurgia. O procedimento é realizado por dentro do nariz, sem cortes externos, melhorando a passagem do ar pelos seios da face.

Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746 

                                                                                           

Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746

Sinusite e Rinite Tratamento Natural com as Gotinhas Medicinais em São José SC - (48) 3094-5746